*Correção/Errata: "IF Sudeste MG aparece em ranking internacional de sustentabilidade".

Mais Lidas

Caminhoneiro famoso no instagram morreu em acidente entre Barbacena e Santos Dumont

Um jovem de 26 anos morreu em um grave acidente próximo à cidade Barbacena, em Minas Gerais, nesta quinta-feira (16). Gabriel José da Rocha...

Apostador de Patrocínio do Muriaé ganha R$ 619 mil na Lotofácil

Duas apostas acertaram as cinco dezenas do concurso 2368 da Lotofácil, sorteado na noite desta terça-feira (9), no Espaço de Loterias Caixa, em São...

Morre aos 62 anos o empresário Anízio Gardingo, de Matipó

Morreu nesta sexta-feira (12), o empresário Francisco Anízio Gardingo, aos 62 anos. Ele era sócio do grupo familiar Gardingo, do ramo da indústria de...

João Gomes, Tarcísio do Acordeon e Vitor Fernandes vão se apresentar em Muriaé no dia 23 de janeiro

Depois de um longo tempo sem a realização de shows musicais por conta da pandemia do coronavírus, iniciada em março do ano passado, as...
Advertisement




O Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sudeste de Minas Gerais (IF Sudeste MG) obteve a 30ª posição entre as instituições brasileiras no Ranking UI GreenMetric 2021. O resultado foi divulgado na última terça-feira (14) e, ao todo, 38 instituições de ensino no país participaram da avaliação.

O Ranking UI GreenMetric 2021

O UI GreenMetric é um ranking de sustentabilidade desenvolvido anualmente pela Universidade da Indonésia, desde 2010 e hoje conta com 956 instituições participantes. A proposta é dar créditos para aquelas universidades que fazem esforços para reduzir a geração de gás carbono e ajudar no combate global às mudanças climáticas. O  objetivo deste ranking é fornecer o resultado de pesquisa online sobre a situação atual e as políticas relacionadas à Sustentabilidade nas Instituições de Ensino e Pesquisa de todo o mundo. Objetivando também, chamar a atenção dos líderes universitários e das partes interessadas, mais atenção ao combate à mudança climática global, conservação de energia e água, reciclagem de lixo e transporte verde. Buscando ainda, com tais atividades exigir mudança de comportamento e maior atenção à sustentabilidade do meio ambiente, bem como problema econômico e social relacionado à sustentabilidade. Possibilitando que as universidades que estão liderando nesse sentido possam ser identificáveis e terem reconhecido os esforços para implementar políticas e programas sustentáveis ​​e ecologicamente corretos.

Os participantes podem obter uma série de benefícios, como internacionalização, reconhecimento, maior conscientização sobre questões de sustentabilidade, mudanças sociais e networking.

O IF Sudeste MG

O IF Sudeste MG possui 10 campi: Barbacena, Juiz de Fora Manhuaçu, Muriaé, Rio Pomba, Santos Dumont, São João del-Rei, o Campus Avançado de Bom Sucesso, o de Cataguases e o de Ubá. Ainda, uma Reitoria, que se encontra no município de Juiz de Fora. A instituição foi criada em 2008 com a fusão de várias instituições federais de ensino médio e técnico que existiam na região, surgindo então, o IF Sudeste MG. Que se expandiu junto a  Rede Federal de Educação Profissional e Tecnológica e hoje oferta diversas modalidades de o ensino: cursos técnicos, pós-técnico, de graduação e de pós-graduação, todos gratuitos, além de outros serviços à comunidade, como o de pesquisa, o de extensão e inovação, ainda serviços de cunho social, cultural, dentre outros.

A Classificação

Em primeiro lugar, entre as instituições brasileiras, a Universidade de São Paulo USP, que ficou em 10º na colocação global. A Universidade Federal de Lavras (UFLA) ficou em 2º lugar, entre as brasileiras, depois, na 3ª colocação, a Universidade de Campinas (UNICAMP). Por sua vez a Universidade Federal de Viçosa (UFV) se classificou em 9º lugar, entre as brasileiras e o IF Sudeste MG aparece em 30º lugar no ranking.

*Classificação das instituições brasileiras melhores colocadas no Ranking:

1ª Universidade de São Paulo USP; 2ª Universidade Federal de Lavras (UFLA); 3ª Universidade de Campinas (UNICAMP); 4ª IF Sul de Minas; 5ª Universidade Federal de Mato Grosso do Sul; 6ª Centro Universitário Facens; 7ª Universidade do Vale do Taquari - UNIVATES; 8ª Centro Universitário do Rio Grande do Norte UNI-RN; 9ª Universidade Federal de Vicosa - UFV; 10ª Universidade Federal de Itajubá; 11ª Universidade Federal do Triângulo Mineiro; 12ª Universidade Federal do Rio Grande do Sul - UFRGS; 13ª Senac Centro Universitário; 14ª Universidade Federal de São Carlos; 15ª Universidade Positivo; 16ª Centro Universitário da Fundação Hermínio Ometto - FHO; 17ª Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro Puc-Rio; 18ª Universidade Federal Fluminense; 19ª Universidade Federal de Alfenas; 20ª Universidade de Passo Fundo; 21ª Pontifícia Universidade Católica de Campinas; 22ª Universidade Estadual do Norte do Parana UENP; 23ª Centro Federal de Educação Tecnológica Celso Suckow da Fonseca - CEFET/RJ; 24ª Universidade Federal de Goiás; 25ª Universidade Estadual do Maranhão; 26ª Universidade Federal do Oeste do Pará - Ufopa; 27ª Universidade Federal de Sao Paulo; 28ª Associação Caruaruense de Ensino Superior e Técnico - Asces-unita; 29ª Instituição Toledo de Ensino; 30ª Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sudeste de Minas Gerais e Tecnologia do Sudeste de Minas Gerais

Composição e Infraestrutura

  • Quantidade de área aberta em relação à área total;
  • Área total do campus coberta por vegetação florestal;
  • Área total do campus coberta por vegetação plantada;
  • Área total do campus destinada à absorção de água, para além da área florestal e de vegetação plantada;
  • Área total aberta dividida pela população total do campus;
  • Porcentagem do orçamento da universidade destinada para esforços sustentáveis;
  • Porcentagem de operação e manutenção de atividades de construção durante a pandemia do Covid-19;
  • Acessibilidade do campus para pessoas com deficiência ou para cuidados maternos;
  • Segurança;
  • Infraestrutura de saúde para estudantes, acadêmicos e funcionários administrativos;
  • Conservação de vegetação, animais, vida selvagem, recursos genéticos para comida e agricultura, tanto em médio quanto em longo prazo;

Energia e Mudança Climática

  • Eficiência energética de aparelhos elétricos;
  • Implementação de construções inteligentes;
  • Número de fontes de energia renováveis no campus;
  • Eletricidade total utilizada dividida pela população total do campus ((kWh por pessoa);
  • Quantidade de energia renovável produzida dividida pelo total de energia utilizada por ano;
  • Elementos de construção sustentável implementadas, em comparação a todas as construções e políticas de renovação;
  • Programas de redução de emissão de gases;
  • Emissão total de gás carbono dividida pela população total do campus;
  • Número de programas de inovadores durante a pandemia da Covid-19;
  • Nível de impacto dos programas da universidade na mudança climática;

Desperdício

  • Programas de reciclagem para o desperdício na universidade;
  • Programas para reduzir o uso de papel e plástico no campus;
  • Tratamento de desperdício orgânico;
  • Tratamento de desperdício inorgânico;
  • Manuseio de desperdício tóxico;
  • Tratamento de esgoto.

Água

  • Implementação de programas de conservação de água;
  • Implementação de programas reciclagem de água;
  • Eficiência da água utilizada;
  • Consumo de água tratada;
  • Porcentagem do uso adicional de água para lavar as mãos e para higienização sanitária durante a pandemia da Covid-19.

Transporte

  • Número total de carros e motos dividido pela população total do campus;
  • Serviço de transporte;
  • Políticas no campus para emissão zero de veículos;
  • Número total de veículos com zero emissões dividido pela população total do campus;
  • Tamanho da área de estacionamento para a área total do campus;
  • Programas para limitar ou diminuir a área de estacionamento nos últimos 3 anos;
  • Número de iniciativas para diminuir a quantidade de veículos particulares no campus;
  • Caminhos para pedestres no campus.

Educação e Pesquisa

  • Quantidade de cursos de sustentabilidade em relação ao total de cursos;
  • Quantidade de fundos para pesquisas de sustentabilidade em relação ao total de fundos de pesquisas;
  • Quantidade de publicações sobre sustentabilidade;
  • Quantidade de eventos relacionados à sustentabilidade;
  • Quantidade de organizações estudantis relacionadas à sustentabilidade;
  • Site sobre o andamento da sustentabilidade na universidade;
  • Relatório de sustentabilidade;
  • Quantidade de atividades culturais no campus;
  • Número de programas para enfrentar a pandemia da Covid-19;
  • Número de serviços comunitários de sustentabilidade, organizados por alunos ou que envolvam estudantes;
  • Número de startups relacionadas à sustentabilidade.

Fonte: Página do Greenmetri

Notícias Relacionadas

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

Brasileiros terão nova Carteira de Identidade Nacional com número único, veja o que muda

Um decreto assinado na última quarta-feira (23/02/2022) pelo Presidente da República, cria um número único de carteira de identidade para todo o país. O...

Em Ponte Nova, pai jogou filha de ponte e pulou no rio Piranga

Um homem de 26 anos agrediu a filha de 6 anos com socos e depois a jogou de uma ponte no rio Piranga, na...

Acidente envolvendo carro e ônibus da Buser em Ewbank da Câmara causa 5 mortes

O acidente aconteceu na BR-040 em Ewbank da Câmara, a colisão ocorreu entre um automóvel e um ônibus de viagem por aplicativo da Buser,...

Operação Rodovida será realizada durante feriados prolongados de Natal e Ano Novo

Com os índices epidemiológicos de Covid-19 em queda, muitas pessoas irão aproveitar o feriado prolongado de Natal e Ano Novo para viajar, o que...

Projeto de Lei que regulamenta transporte por aplicativo em Viçosa é aprovado

A Câmara Municipal de Viçosa aprovou na última reunião ordinário de 2021, na terça-feira (21), o Projeto de Lei que regulamenta o transporte por...